Momentos económicos… e não só

sobre BES, Novo Banco e reformas milionárias

6 comentários

Tem circulado na internet uma notícia sobre um ex-ministro também funcionário do BES que pediu e agora processou para receber uma reforma milionária (notícia aqui).

Apesar de muita indignação com o valor em causa, lembrei-me foi de outra coisa – não acredito que este ex-ministro tenha recebido um tratamento excepcional dentro do grupo ES, pelo que o que me preocupa é quantas reformas milionárias estão garantidas pelo Novo Banco e quantas ficaram no “velho” BES – de repente passou o “suor frio” de o contribuinte ainda vir a pagar essas reformas todas… que deveriam ficar de fora do processo de recuperação do ex-BES, agora Novo Banco. Não consegui encontrar informação pública que me sossegasse.

Autor: Pedro Pita Barros

Professor de Economia da Universidade Nova de Lisboa

6 thoughts on “sobre BES, Novo Banco e reformas milionárias

  1. se puxarmos o rabo a este gato sai de lá um elefante?

    Gostar

  2. seria interessante puxar e ver, não achas?

    Gostar

  3. Ou muito me engano ou só depois das próximas eleições 2015 se saberá tudo ou apenas mais um pouco.🙂 Eu tambem transpiro com suor frio e roxo, com esta falta de transparência sobre a misturada entre politica e negócios…e reformas douradas.

    Gostar

  4. é interessante sim, e é o que já estamos a fazer,
    (Vamos é ver se quando cá chegar fora o bicho não se senta em cima de nós),

    Gostar

  5. o “bicho” chama-se Smaug e é grande!

    Gostar

  6. Comentários recebidos via facebook:
    [1] Razão para preocupação….

    [2] Muito bem. Eu diria: razão para acção!

    [3] Estas a olhar para pes de barro?

    [4] nao pode ser. o default é que vamos pagar tudo e mais alguma coisa (enfim, eu nao vou pagar directamente, só por via da contribuicao dinamarquesa, mas estou solidario). Assim que esta preocupacao nao se justific pois surpresas só quando o ajuste é positivo.

    [5] Os compromissos com os trabalhadores (e pensionistas) dos bancos passam em princípio para o Novo Banco. Imagina o que diriam os sindicatos, correcta e legitimamente na minha opinião, se assim não fosse. Se te queres ver livre destas obrigações tens de ir por um processo de insolvência. Não pode ou deve o regulador financeiro fazer isto.

    [5] Mas talvez quisesses que só as “pensões milionárias” ficassem no BES. Mas outra pessoa queria que fossem só as pensões, e não os salários. E outros os salários das mulheres ou das pessoas altas. Não acho que a regulação financeira seja o melhor mecanismo na nossa sociedade para impor estas redistribuicoes de riqueza, nem elas fazem parte do mandato do regulador ou dos seus objetivos. Não quero exigir ao regulador que corrija todas as injustiças do mundo, só que garanta a estabilidade do sistema financeiro.

    Pedro Pita Barros: não é numa óptica de justiça ou equidade, e sim numa lógica de compromissos assumidos numa lógica de rent seeking, lucros futuros distribuídos sob a forma de pensões muito generosas, ora não havendo lucros, não há essa distribuição. Não estou a contestar o valor das pensões e sim a origem dos fundos para o seu pagamento. Podes também ver numa óptica de eficiência – não o fazer gera-te moral hazard em todos os bancos no tratamento das remunerações dos seus quadros, na medida em que passam a ter um seguro implícito para remunerações cujo valor são eles que definem, desde que se chamem pensões. Sobre a estabilidade do sistema financeiro – estes valores se forem significativos, e não sei se são (daí a preocupação) – passam a ser um custo fixo do novo banco, o que reduzirá a sua rentabilidade sem qualquer possibilidade de intervenção da gestão. Assim, as pensões decididas pela gestão do banco, pagas com esquemas de complemento de reforma privados, a gestores do banco e entidades associadas, deveriam partilhar o destino dos accionistas, “milionárias” ou não.

    [6] Information urgently needed…

    Gostar

Deixe um momento económico para discussão...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s