Momentos económicos… e não só

Opinião TSF (17)

2 comentários

Para esta semana, havia vários temas à escolha que mereciam um comentário. Acabei por selecionar os novos passes dos transportes coletivos para a rubrica Opinião TSF desta semana. E por uma razão simples, o pensar-se em medida com fins eleitorais é muito simples, e quase automático, mas devemos ter um pouco mais de curiosidade e perguntar se a medida faria sentido mesmo que não houvesse eleições à vista. E aqui a resposta é positiva, mas apenas se mudar os hábitos de transporte de quem hoje utiliza carro próprio para se deslocar nas grandes cidades. Numa visão de mais longo prazo, o elemento central para o sucesso da política não é a poupança que possa ser sentida por quem já usa os transportes coletivos (sem dúvida que será importante para essas pessoas), e sim se ocorre uma mudança de hábitos nos que não usam hoje o transporte coletivo – é este o argumento central da crónica TSF de hoje (link acima).

Anúncios

Autor: Pedro Pita Barros

Professor de Economia da Universidade Nova de Lisboa

2 thoughts on “Opinião TSF (17)

  1. três aspectos :
    -Isto vai corresponder à teoria de que se um avião largar dinheiro sobre a população anima a economia. Veremos se isto funciona numa economia aberta. Sobretudo quando os principais beneficiários são as pessoas de rendimentos baixo e por isso mais dispostas a “gastar” no imediato o que recebem.
    – Se a oferta já é deficiente , como pode esta responder a um aumento da procura se o valor do passe induzir a tal mudança do carro próprio para o transporte público?
    – Se acontecer atraso nas compensações às empresas de transporte o que iá acontecer?

    António Alvim

    Gostar

    • Não creio que o objectivo inicial tenha sido o de dar rendimento para estimular a economia. Não consegui reconstruir todo o caminho da ideia, mas fiquei com a sensação que nasceu numa lógica de articulação de transportes e mobilidade em zonas metropolitanas, o que faz sentido face à pressão automóvel, e depois foi deslizando para outras lógicas, sendo a presente “rampa deslizante” eleitoral evidente. Mas claro que exige mais do transporte público, em termos de qualidade dos equipamentos e de qualidade das ligações da rede.

      Gostar

Deixe um momento económico para discussão...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s